Escrito por CAMI em . Publicado em Notícias.

Rali da Água - CIM Alto Tâmega revitalizado com duas novidades

Super-especial noturna em Chaves e estreia do troço de Carvalhelhos são as principais alterações na estrutura da prova do CAMI Motorsport

Nove “especiais” de classificação, sendo uma noturna (super-especial), totalizando 106,75 quilómetros ao cronómetro, fazem parte da estrutura do Rali da Água – CIM Alto Tâmega, a quinta jornada do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) que o CAMI Motorsport vai colocar na estrada nos próximos dias 4 e 5 de setembro próximo.

 “Montámos a prova procurando um figurino que combinasse competitividade com segurança e, nesse contexto, tenho a certeza que a mesma será do agrado das equipas participantes”, sintetiza Jorge Castanheira, diretor do rali que continuará a ter o seu centro nevrálgico em Chaves, com o secretariado no Museu Nadir Afonso e o Parque de Assistência no Aeródromo local. As principais novidades, para além da mudança do nome, numa estratégia da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega que visa promover a região como território de água e bem-estar, são o regresso de uma super-especial noturna, designada Memorial Claudino Romeiro – em homenagem a este dirigente federativo falecido em outubro passado –, no centro da cidade flaviense, e ainda a introdução de uma nova classificativa: Carvalhelhos.

De resto, a estrutura da prova é muito semelhante à da edição anterior que já foi merecedora de elogios pela esmagadora maioria das equipas. Em termos desportivos, volta a integrar, também, o calendário da espanhola Copa Suzuki Swift 2021. O Rali da Água - CIM Alto Tâmega é ainda pontuável no Campeonato Norte de Ralis, Campeonato de Clássicos de Ralis, Campeonato GT de Ralis, Campeonato Júnior de Ralis, Campeonato de 2 Rodas Motrizes, Challenge R2 & You, KIA RC e Desafio Kumho.

Os pilotos do Campeonato Norte de Ralis competem apenas no domingo – o primeiro concorrente sai para a estrada 5 minutos após o último concorrente do CPR –, disputando as classificativas de CIM-Alto Tâmega 1, Carvalhelhos, Boticas/Vidago 1, CIM-Alto Tâmega 2 e Boticas/Vidago 2.

PROGRAMA (CPR)

SÁBADO (4 setembro)

08:00/09:30 – Free Practice

10:30/11:00 – Qualifying Stage

11:40/12:10 – Shakedown

12:45 – Escolha da ordem de Partida (hangar do Aeródromo de Chaves)

16:30 – Partida (Parque Nadir Afonso)            

PEC 1 – Alto Tâmega (12,9 km)                                  17:30

PEC 2 – Termas de Chaves (15,8 km)                          17:51

18:28 – Final no Parque do Nadir Afonso

20:24 – Partida do Parque Nadir Afonso

PEC 3 – Memorial Claudino Romeiro (2,45 km)          21:00

22:08 – Final da 1ª etapa no Parque Nadir Afonso

DOMINGO (5 setembro)

08:45 – Partida do Parque Nadir Afonso

PEC 4 – CIM-Alto Tâmega 1 (14,65 km)                      09:37

PEC 5 – Carvalhelhos 1 (10,35 km)                             10:33

PEC 6 – Boticas/Vidago 1 (12,80 km)                         11:05

11:53/12:08 – Reagrupamento no Parque Nadir Afonso          

12:17/12:47 –Parque de Assistência (Aeródromo de Chaves)

PEC 7 – CIM-Alto Tâmega 2                                       13:16

PEC 8 – Carvalhelhos 2                                              14:12

14:40/15:20 – Reagrupamento em Boticas (Central de Camionagem)

PEC 9 – Boticas/Vidago 2 (POWER STAGE)                 15:29

16:23 – Pódio final na Biblioteca Municipal de Chaves

O CAMPEONATO

Não será exagero dizer-se que o Campeonato de Portugal de Ralis está “ao rubro” no arranque desta segunda metade da época, com o Rali da Água - CIM Alto Tâmega, depois de no início deste mês de agosto Bruno Magalhães vencer na Madeira e reduziu a diferença para o líder Armindo Magalhães. É que se o campeão em título continua no topo da classificação, Ricardo Teodósio também encurtou distâncias naquele rali insular e encontra-se agora a apenas 4 pontos de Araújo, enquanto Magalhães soma uma desvantagem de 17.

Já mais distante, José Pedro Fontes totaliza menos 31 pontos que o primeiro classificado, mas restam ainda três ralis (Serras de Fafe e Felgueiras, Vidreiro Centro e Mortágua) para o termo da temporada… 

Absoluto

1º      Armindo Araújo, 88 pontos

2º      Ricardo Teodósio, 84

3º      Bruno Magalhães, 72

4º      José Pedro Fontes, 57

5º      Bernardo Sousa, 55

6º      Miguel Correia, 40

7º      Paulo Neto, 32

8º      Pedro Meireles, 18

9º      Diogo Salvi, 8

10º    Gil Antunes, 7

Boticas/2021/agosto/23