Skip to main content

Está a chegar a 1.ª Perícia do Alto Tâmega

O feriado de 15 de agosto tem este ano, em Chaves, um motivo de interesse maior: a 1.ª Perícia do Alto Tâmega. Uma prova que vai ficar na história do automobilismo nacional, numa organização CAMI Motorsport e Câmara Municipal de Chaves.

A partir das 14h30, a prova, a realizar na zona da Avenida Heróis de Chaves, Largo de Infantaria e Avenida Nuno Álvares, será disputada em quatro tentativas. São admitidas à 1.ª Perícia Alto Tâmega todas as viaturas do Campeonato de Portugal de Perícias/Slalom, divididas pela Divisão 1 (Protótipos), Divisão 2 (Transformados) e Divisão 3 (Promoção/Originais, inclui viaturas mini totalmente originais).

A prova, bem no centro da cidade capital do Alto Tâmega e totalmente grátis, está a ser aguardada com grande expectativa pela população da região e zona fronteiriça, amante de uma modalidade com pergaminhos entre os pilotos flavienses. Haverá prémios nas três divisões (até ao sexto classificado) e aos três melhores concorrentes/condutor estrangeiro, condutora feminina e do Concelho de Chaves.     

A 1.ª Perícia Alto Tâmega será, certamente, um excelente aperitivo para o Rali da Água – Transibérico – Eurocidade Chaves/Vérin, que se disputa, entre 14 e 16 de setembro, e que contará, novamente, com uma super especial bem no coração da cidade de Chaves.

Com esta prova no próximo dia 15, o CAMI Motorsport demonstra todo o seu empenho na promoção e divulgação da região do Alto Tâmega.

1ª Perícia do Alto Tâmega vai animar centro de Chaves

O Desporto Motorizado continua a ser uma aposta da Câmara Municipal de Chaves. Fruto da bem-sucedida parceria com o CAMI Motorsport, o próximo dia 15 de agosto levará o rugir dos motores bem ao centro da cidade capital do Alto Tâmega, com a realização da 1.ª Perícia do Alto Tâmega.

Na tarde do feriado, os arruamentos contíguos ao RI 19 vão palco de uma modalidade com pergaminhos entre os pilotos flavienses. Confirmada está a presença de pilotos de grande destaque, prevendo-se também uma grande afluência espanhola.

A Avenida dos Heróis de Chaves e a Avenida Nuno Álvares serão a pista perfeita para um dia que se quer bem passado, em total segurança.

Em disputa três divisões, com prémios até ao sexto classificado.

A 1.ª Perícia Alto Tâmega será, certamente, um excelente aperitivo para o Rali da Água – Transibérico – Eurocidade Chaves/Vérin, que se disputa, entre 14 e 16 de setembro, e que contará, novamente, com uma super especial bem no coração da cidade de Chaves.

Com esta prova, o CAMI Motorsport demonstra todo o seu empenho na promoção e divulgação da região do Alto Tâmega.

7.ª Prova do CPR além fronteiras – Rali da Água passa a Transibérico Eurocidade Chaves-Verín (Espanha)

O Rali da Água-Transibérico Eurocidade Chaves-Verín disputa-se nos dias 15 e 16 de setembro, numa organização do CAMI Motorsport. Este ano com uma grande novidade: a prova, com epicentro no Município de Chaves, vai ter alguns troços cronometrados na região da Eurocidade Chaves-Verín (Espanha). É a internacionalização de um rali já consolidado no panorama do automobilismo português, inserido no Campeonato de Portugal de Ralis (CPR), com grande potencialidade de crescimento.

“Era um desejo antigo do CAMI e do Município de Chaves que o Rali da Água, devido à sua localização geográfica, atravessasse a fronteira. Julgo ser uma grande mais valia para o CPR e para o Rali da Água, em termos de comunicação e captação de aficionados. A Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) entendeu, logo desde o início, o potencial e mais valia para o CPR a existência de uma prova transibérica e tratou de estabelecer contactos com a Real Federación Española de Automovilismo (RFEDA), que também recebeu o projeto com satisfação. Outra entidade importante foi a Escuderia de Ourense, que recebeu e está a trabalhar ativamente no projeto com grande otimismo, assim como o Ayuntamento de Verín e órgãos de comunicação espanhóis. Julgo que estão reunidos todos os ingredientes para que o já excelente Rali da Água seja, num futuro próximo, uma prova de topo”, afirma Nuno Loureiro, presidente do CAMI Motorsport.

O percurso, considerado por muitos pilotos como um dos melhores ralis de asfalto do campeonato, está a ser preparado com o apoio dos municípios de Chaves e Verín.

A sua localização geográfica – proximidade com a Comunidade Autónoma da Galiza – e a marca Água são mais valias que a própria prova potencia, com impacto na comunicação social regional, nacional e do país vizinho, bem como dos fãs portugueses e galegos do automobilismo.

Este ano, o Rali da Água ganha uma maior projeção com a integração e apoio da Eurocidade Chaves-Verín (Agrupamentos Europeus de Cooperação Transfronteiriça). Um destino que abrange dois países e uma das maiores concentrações de fontes termais da Europa, que deram origem a um património termal único e à mais inovadora oferta de bem-estar. E também vinho e gastronomia, fortalezas da fronteira, o Caminho de Santiago, entre muitos pontos de interesse.

Este é um salto na internacionalização da prova, com projeção mediática na Península Ibérica, sobretudo na região Norte de Portugal e na Comunidade Autónoma da Galiza.

O CAMI Motorsport está a desenvolver todos os esforços para que a edição de 2023 seja histórica e ainda mais atrativa.

Domínio Absoluto de Hélder Silva na Rampa Serra da Estrela/Covilhã

Hélder Silva (Osella PA2000 EVQ2 PA-30) dominou, por completo, a 29.ª edição da Rampa Serra da Estrela/Covilhã, prova organizada pelo CAMI Motorsport, com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã. Venceu as três subidas oficiais, deixando a concorrência mais direta a mais de 30 segundos.

Cinco provas, cinco vitórias para o piloto poveiro. Ainda que não assumindo claramente, mas, depois da vitória este fim de semana, fica com o caminho aberto para renovar o título nacional absoluto conquistado em 2021 e 2022.

“O que conta é matematicamente e, por isso, ainda não posso dizer que sou campeão. Mas, ao vencer cinco provas das oito que compõem o Campeonato, podendo deitar um resultado fora, tudo está bem encaminhado”, afirmou Hélder Silva ao CAMI Motorsport.

O atual líder do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group deixa elogios à Rampa Serra da Estrela/Covilhã e à organização do CAMI Motorsport. “É uma verdadeira rampa, que chega a meio e inclina mesmo. Não tem muita velocidade, mas exige muita técnica. Está tudo impecável”, sublinhou.

Hélder Silva venceu, em termos absolutos, a Rampa Serra da Estrela/Covilhã com 5:31,941. O segundo lugar foi ocupado por Vítor Pascoal, num Porsche 911 GT3 CUP (+30,854), fechando o pódio absoluto Luís Nunes, num Skoda Fabia RS (+33,651).

Classificação final geral:

1 – Hélder Silva (Osella PA2000 EVO2 PA-30)        5:31,941

2 – Vítor Pascoal (Porsche 911 GT3 CUP)             6:02,795 (+30.854)

3 – Luís Nunes (Skoda Fabia RS)                           6:05,592 (+33,651)

4 – Joaquim Rino (BRC B49 EVO)                          6:07,310 (+35,369)

5 – Luís Delgado (Cupra Leon Competecion Tor) 6:09,119 (+37,178)

6 – Nuno Caetano (Osella PA 21 S EVO)               6:09,307 (+37,366)

7 – Gabriela Correia (Mercedes-AMG GT4)          6:11,573 (+39,632) 

8 – Bernardo Castro (Porsche 911 GT3 Cup)        6:11,848 (+39,907)

9 – Manuel Rueda Sanchez (Peugeot 306 TCR)    6:19,374 (+47,433)

10 – José Lameiro (Skoda Fabia MK3)               6:33,933 (+1:01,992)

Rampa Serra da Estrela/Covilhã com mais de meia centena de pilotos inscritos

A 29.ª edição da Rampa Serra da Estrela/Covilhã será, este fim de semana, o centro de todas as atenções do automobilismo nacional. Seis dezenas de pilotos vão desafiar as curvas da mais alta serra de Portugal Continental, naquela que é considerada a rainha das competições de montanha no nosso país. 

A prova, organizada pelo CAMI Motorsport, é um justo prémio para o Município da Covilhã, que demonstra sempre grande empenho na sua realização. A lista de pilotos inscritos é também a demonstração do interesse por esta rampa e da vitalidade do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group.

A Rampa Serra da Estrela/Covilhã abre a segunda metade da época, num desafiante traçado, com 5.250 metros de extensão – um acumulado de subida de 454 metros, com uma inclinação média de 9,12% e máxima de 11,56%, tornando a pista numa das mais difíceis do campeonato. 

No sábado, as subidas começarão às 13h30, com o programa a incluir duas oficiais de treinos e a Subida de Prova 1, com começo previsto para as 17h30. No domingo, arranque bem cedo, pelas 9h00, com uma subida de treinos livres, acontecendo depois mais uma de treinos oficiais, antes das Subidas de Prova 2 e 3, que fecharão o programa. A cerimónia de entrega de prémios está prevista para as 16h30. 

Em termos desportivos, e depois de quatro vitórias em outras tantas provas, a curiosidade na Rampa Serra da Estrela/Covilhã está em saber se alguém será capaz de quebrar a invencibilidade de Hélder Silva. O piloto poveiro ficará com o caminho aberto para renovar o título nacional absoluto, conquistado em 2021 e 2022, se vencer na “Estrela”. José Correia, António Rodrigues, Nuno Caetano são alguns dos pilotos à espreita de uma vitória.

No GT, a luta está totalmente aberta entre o trio habitual – Vítor Pascoal, Gabriela Correia e Bernardo Garcia de Castro. Pascoal lidera confortável a tabela pontual, mercê de dois triunfos e dois pódios e, em caso de vitória na Serra da estrela, poderá dar um passo importante rumo à renovação do título. 

Na categoria Turismos, Luís Delgado quer manter a invencibilidade. Destaque para a presença do espanhol Manuel Rueda Sanchez, também inscrito na Divisão 2, a exemplo de Delgado. Na Divisão 1 mais uma estreia: Pedro Rosário. Já na Divisão 3, Parcídio Summavielle é não só o grande favorito a nova vitória na Divisão, mas, como tem feito, a lutar por um lugar no pódio da categoria. 

A nova categoria do CPM JC Group, a Super Challenge, continua a ser aquela que acolhe o maior número de inscritos. Desta feita, são 14, espalhados pelos quatro grupos. À cabeça e a exemplo do que sucede nos Turismos, está Luís Nunes, com Manuel Rocha e Sousa sempre à espreita de uma vitória. No Grupo SC A ambos terão a companhia de mais dois pilotos muito rápidos: José Pacheco e José Lameiro.

Gonçalo Janeira é o favorito no Grupo SC B, enquanto Bruno Carvalho quer dominar no Grupo SC C. No Grupo SC D, a luta será muito aberta, entre Luís Silva, Rui Pinheiro, Aníbal Pinto, João Macedo e José Salgado.

 Nos Clássicos, seis pilotos estão entre os possíveis vencedores da prova. São eles José Pedro Gomes, Armando e Flávio Saínhas, Fernando Salgueiro, Ricardo Loureiro e José Dinis. Já nos 1300, Armando Freitas volta a ser favorito, enquanto nos Legends, Pedro Alves, que lidera o campeonato, quer voltar a repetir a vitória da Rampa Serra da Estrela/Covilhã.

Rampa Serra da Estrela/Covilhã aguardada com grande expectativa

É já no primeiro fim de semana de junho (dias 3 e 4) que se realiza a 29.ª edição da Rampa da Serra da Estrela/Covilhã, uma prova do agrado dos pilotos do Campeonato de Portugal de Montanha, desafiados a competir nas curvas da mais alta serra de Portugal Continental.

Com organização do CAMI Motorsport, em colaboração com a Associação Portuguesa de Pilotos de Automóvel de Montanha (APPAM) e do consórcio promotor do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group e apoio da Câmara Municipal da Covilhã, a prova terá a presença dos principais pilotos do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, nomeadamente nos Protótipos, GT, Turismo, Legends e Clássicos.

Com três provas disputadas (uma das quais, a Rampa Porca de Murça, que abriu, este ano, o campeonato, e antes dos resultados da Rampa Internacional da Falperra, que se disputa este fim de semana), a classificação absoluta do Campeonato de Portugal de Montanha está ao rubro, com apenas 18 pontos de diferença entre o atual líder, Hélder Silva, e o segundo classificado, José Correia. António Rodrigues vem logo em terceiro lugar.

A Rampa Serra da Estrela/Covilhã é a demonstração não só da vitalidade do campeonato como também um justo prémio para o Município da Covilhã, que tem mantido a sua aposta nesta prova emblemática do desporto automóvel nacional. 

Nos dias 3 e 4 de junho, a Serra da Estrela, o Município da Covilhã e o CAMI Motorsport esperam por todos os fãs do desporto automóvel. 

Dupla Tiago Reis/Valter Cardoso vence Baja TT Norte de Portugal 

Tiago Reis/Valter Cardoso, em Toyota Hilux, venceram a segunda edição da Baja TT Norte de Portugal, que decorreu este fim de semana nos concelhos de Valpaços, Murça e Macedo de Cavaleiros, reforçando a liderança do Nacional de Todo-o-Terreno.

Este domingo, o piloto de Famalicão não deu hipóteses aos seus mais diretos adversários, triunfando nos dois setores seletivos, batendo João Dias/João Miranda (Can-Am) por 1.44,3 minutos. João Ramos e Pedro Ré (Toyota) ficaram na terceira posição, a 2.30,8 minutos do vencedor.

“Hoje entramos muito focados e com o objetivo de vencer. Estamos muito contentes. Fazemos um balanço muito positivo. São pontos importantes para o campeonato”, adiantou Tiago Reis.

Na categoria T2, Fernando Barreiros e Paulo Torres confirmaram o favoritismo, triunfando categoricamente. João Dias/João Miranda (Brp-Canam Maverick X3) venceram entre os T3 e Rui Farinha/Rui Pita (BRP-Can Am Maverick X3) nos T4. Já a dupla Nuno Matos/Ricardo Claro (Opel Mokka) ganhou a categoria T8.

Com o apoio dos municípios de Valpaços, Murça e, este ano também, de Macedo de Cavaleiros, o presidente do CAMI Motorsport faz um balanço positivo da edição deste ano da Baja TT Norte de Portugal: “No cômputo geral, os pilotos gostaram da prova. Estamos aqui para que a Baja se afirme, cada vez mais, e traga valor acrescentado a todo o campeonato e aos municípios desta região. É uma prova para continuar. Vai afirmar-se, cada vez mais, como a grande prova de todo-o-terreno, a nível nacional”.

João Dias/João Miranda lidera Baja TT Norte de Portugal

A dupla João Dias/João Miranda (BRP-Canam Maverick X3) lidera, no final do segundo dia, a Baja TT Norte de Portugal, estando tudo em aberto para os dois setores seletivos, a disputar este domingo entre Valpaços e Macedo de Cavaleiros.

Alexandre Pinto/Gonçalo Magalhães, em Can-Am, que havia sido o mais rápido no prólogo, terminou o dia na terceira posição, sendo ultrapassados por Tiago Reis/Valter Cardoso (Toyota Hilux), segundos na geral.

João Ramos/Pedro Ré (Toyota Hilux) ocupa o quarto lugar da geral, seguidos de Lourenço Rosa/João Dias, também em Toyota Hilux, na quinta posição.

Fernando Barreiros/Paulo Torres (Isuzu D-MAX TFS85) foi o mais rápido entre os inscritos na categoria T2, enquanto Rui Farinha/Rui Pita (Can-Am) assumem a liderança entre os T4. Nuno Matos e Ricardo Claro estão na frente entre os T8.

A prova, organizada pelo CAMI Motorsport, tem previsto, para este domingo, dois setores seletivos, de 81,35km e 76,78km, com passagem pelo concelho de Macedo de Cavaleiros. O pódio está agendado junto ao edifício da Câmara Municipal de Valpaços.

Alexandre Pinto/Gonçalo Magalhães vencem prólogo da Baja TT Norte de Portugal

A dupla Alexandre Pinto/Gonçalo (BRP-Can Am Maverick X3) foram os mais rápidos no prólogo da Baja TT Norte de Portugal, que decorreu, ao final da tarde desta sexta-feira, em Valpaços. Foi a única equipa a fazer menos de seis minutos, num percurso bastante exigente em termos técnicos.

Pedro Carvalho/António Martins (Can-Am Maverick) a 4.7s, e João Dias/João Miranda (BRP-Can Am Maverick X3), a 11.1s, ficaram no segundo e terceiro lugar, respetivamente. Três T3 nos três primeiros lugares, seguidos do primeiro T1+ de Tiago/Valter Cardoso (Toyota Hilux), a mais de 12s.

A prova, organizada pelo CAMI Motorsport e que conta com o apoio dos municípios de Valpaços, Murça e Macedo de Cavaleiros, tem a partida para o primeiro setor seletivo (Valpaços-Murça-Valpaços) marcada para as 11h25, deste sábado, com passagem pela sempre espetacular Pista de Autocross de Murça.

A Baja TT Norte de Portugal conta para o Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno e Taça Ibérica de Todo-o-Terreno. 

Apresentação oficial da II edição da Baja TT Norte de Portugal

A segunda edição da Baja TT Norte de Portugal, prova organizada pelo CAMI Motorsport, foi hoje apresentada, oficialmente, em conferência de imprensa realizada na Biblioteca Municipal de Valpaços.

A cerimónia contou com a presença da vereadora de Desporto da Câmara Municipal de Valpaços, Teresa Pavão, do presidente da Câmara Municipal de Murça, Mário Artur Lopes, do presidente do CAMI Motorsport, Nuno Loureiro, e dos pilotos Armindo Araújo e João Ramos, inscritos na prova.

Nuno Loureiro revelou as principais novidades e programa da Baja, aproveitando para lançar um convite às populações dos três concelhos por onde a prova vai passar – Valpaços, Murça e Macedo de Cavaleiros – para marcarem presença. Para tanto, foram criadas zonas de espetáculo, com total garantia de segurança ao público presente.

A Baja TT Norte de Portugal vai decorrer dias 5, 6 e 7 de maio. Uma prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno AM 48 e Taça Ibérica de Todo-o-Terreno.

Legenda das fotos (da esquerda para a direita: Armindo Araújo (piloto), Mário Artur Lopes, presidente da Câmara de Murça, Teresa Pavão, vereadora de Desporto da Câmara de Valpaços, Nuno Loureiro, presidente do CAMI Motorsport, e João Ramos (piloto).