Escrito por CAMI em . Publicado em Notícias.

João Fonseca regressa à Montanha com vitória na Rampa Serra da Estrela

A segunda prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, novamente sob a organização do CAMI, culminou com a vitória do bicampeão nacional João Fonseca (Silver Car), que foi acompanhado no pódio absoluto por José Correia (Osella) e António Rodrigues (BRC). A Rampa Serra da Estrela fez regressar a emoção do desporto automóvel à Covilhã e cumpriu na íntegra os requisitos de segurança sanitária.

 

Integrada nas comemorações dos 150 anos de elevação da Covilhã a Cidade, a Rampa Serra da Estrela foi este ano marcada pelo regresso dos pilotos e máquinas do Campeonato de Portugal de Montanha (CPM), sete meses depois da prova de abertura da época, em Murça, também sob a organização do CAMI. O comportamento de intervenientes e espectadores foi exemplar e a competição cumpriu todos os procedimentos de segurança, dentro e fora do traçado, permitindo assim que se voltassem a ouvir os motores no belíssimo cenário da Covilhã.

Para culminar o fim de semana, João Fonseca, piloto covilhanense que este ano não está a disputar o CPM, regressou em grande à competição, levando o Silver Car EF10 à vitória ao ser o mais rápido nas três subidas de prova. “É uma emoção muito grande ganhar na minha cidade e na minha região, com este público fantástico, que me apoia a cada subida. Vivemos tempos estranhos, mas o carinho das gentes da Covilhã merecia esta vitória”, afirmou João Fonseca, que já tinha ganho a Rampa Serra da Estrela em 2015, então com um Norma, e em 2019, com o Silver Car.

José Correia foi o segundo classificado da geral e acumulou mais uma pontuação importante no CPM, onde reforça a sua liderança, depois do triunfo em Murça. “No sábado tivemos um problema na bateria do carro, mas hoje esteve tudo em condições e quisemos garantir o melhor resultado possível para o campeonato. Correu tudo bem e demos mais um passo rumo ao nosso objetivo”, referiu José Correia. O piloto de Braga ficou na frente de António Rodrigues, que também esteve em excelente nível com o BRC 05 Evo, vencendo entre os Protótipos B após duelo com Joaquim Rino, quarto classificado da geral, também num BRC.

Depois de uma odisseia inédita entre o Rali Vidreiro – Centro de Portugal e a Rampa Serra da Estrela, Vítor Pascoal terminou o fim de semana como vencedor da categoria GT na Covilhã, ao volante do espetacular Porsche 991 GT3 Cup, enquanto Luís Nunes foi o mais rápido nos Turismos, com o não menos impressionante Ford Fiesta ST R5+. Pedro Silva, no Porsche 997 GT3 Cup, estreou-se na Rampa Serra da Estrela com um positivo segundo lugar entre os GT, num pódio que ficou completo com Pedro Marques (Porsche 991 GT3 Cup).

Joaquim Teixeira, no SEAT León Mk3, subiu ao pódio dos Turismos (2.º lugar) e voltou a vencer na divisão Turismos 4, enquanto a jovem Gabriela Correia voltou a mostrar a sua rapidez com o SEAT León Supercopa, fechando o top 10 da geral e garantindo mais um pódio (3.º lugar) nos Turismos). Parcídio Summavielle voltou a extrair todo o potencial do Renault Clio RS R3, terminando logo na frente do SEAT León de Manuel Sousa. Flávio Saínhas (Ford Escort Mk1) brindou o ‘seu’ público com mais uma vitória nos Clássicos, Alberto Pereira (Honda Integra Type R) foi o mais forte nos Legends, Ricardo Gomes ultrapassou alguns contratempos no Tesla P100D e voltou a não ter concorrência nos Veículos Elétricos de Montanha, o jovem Francisco Milheiro triunfou na Taça 1300 com o Peugeot 106 e José Pedro Figueiredo fez o mesmo na Taça de Clássicos de Montanha, com o ‘eterno’ Datsun 1200.

No final de um fim de semana que também contou com uma prova de Regularidade, Nuno Loureiro, presidente do CAMI, fez um balanço positivo da edição de 2020 da Rampa Serra da Estrela. “Foi mais um desafio superado pelo CAMI com todo o empenho e apoio por parte do Município da Covilhã. Nunca é fácil montar um evento nas circunstâncias que vivemos, mas tudo correu pelo melhor, o plano de contingência foi plenamente cumprido e penso que tivemos aqui uma grande prova de automobilismo. Só tenho a lamentar o trágico acidente que vitimou a jovem Laura Salvo no Rali Vidreiro – Centro de Portugal. São momentos que entristecem toda a comunidade do automobilismo e cumprimos no pódio um minuto de silêncio em memória de Laura Salvo. A nossa solidariedade vai também para o Clube Automóvel da Marinha Grande”, realçou Nuno Loureiro.

Resultados online da Rampa Serra da Estrela 2020: http://cpm.cronobandeira.com/